RSS

Arquivo da tag: Deus

A grandeza do silêncio


O silêncio é doçura:
Quando não respondes às ofensas,
Quando não reclamas os teus direitos,
Quando deixas à Deus a defesa da tua honra.

O silêncio é misericórdia:
Quando te calas diante das faltas de teus irmãos,
Quando perdoas sem remoer o passado,
Quando não condenas, mas intercedes em segredo.

O silêncio é paciência:
Quando sofres sem te lamentares,
Quando não procuras consolação junto aos homens,
Quando não intervéns, esperando que a semente germine lentamente.

O silêncio é humildade:
Quando te apagas para deixar aparecer teu irmão,
Quando, na discrição, revelas dons de Deus,
Quando suportas que tuas ações sejam mal interpretadas,
Quando deixas os outros a glória da obra inacabada.

O silêncio é fé:
Quando te apagas, sabendo que é Ele ( Jesus ) quem age…
Quando renuncias às vozes do mundo para permanecer na Sua presença…
Quando te basta que só Ele te compreenda.

“…Na quietude d’alma abrem-se as cortinas do macrocosmo, então deixo transcender minhas emoções,  deixo transcender meus sentimentos e assim brota a inspiração, assim contemplo a vida diante do espelho do meu ser…”

Experimente fazer a experiência do silêncio, em qualquer lugar ou em um local especial onde você se sinta leve, vazio, feliz  e permitir ouvir a voz de Deus que fala dentro de você, pois o lugar que mais nos sentimos bem, é o lugar onde sentimos a Sua presença.

 
Deixe um comentário

Publicado por em outubro 15, 2010 em Reflexão

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

A simplicidade proporciona a felicidade


Você já parou para pensar que através de um simples gesto pode fazer alguém feliz? Então veja abaixo como é fácil e não deixe que a correria di seu dia-a-dia lhe roube este tempinho tão precioso.

Algumas maneiras de fazer alguém feliz!!!

Dê um beijo. Um abraço.
Um passo em sua direção. Aproxime-se sem cerimônia.

Dê um pouco de calor, do seu sentimento. Sente-se perto e fique por algum tempo.

Não conte o tempo de se doar. Liberte um imenso sorriso.
Rasgue o preconceito. Olhe nos olhos.

Aponte um defeito, com jeito. Respeite uma lágrima.
Ouça uma história ou muitas, com atenção. Escreva uma carta e mande.

Irradie simplicidade, simpatia, e a energia de Deus. Num toque de três dedos, observe as “coincidências”.

Não espere ser solicitado, preste um favor.  Lembre-se de um caso.
Converse sério ou fiado. Conte uma piada.
Ache graça.  Ajude a resolver um problema.

Pergunte: Por quê? Como vai? Como tem passado? Que tem feito de bom? Que há de novo? E preste atenção. Sugira um passeio, um bom livro, um bom filme.

Diga de vez em quando, desculpe, muito obrigado, não tem importncia, que há de se fazer, dá-se um jeito.

Tente de alguma maneira… E não se espante se a pessoa mais feliz for você!!!

Viu? Não é tão díficil assim. Você consegue.

Vá em frente e comece a fazer, não só a vida das pessoas mais feliz, mas principalemnte a sua. Pois a felicidade está escondida nos pequenos gestos.

 
1 comentário

Publicado por em setembro 21, 2010 em Descontração, Motivação, Para Praticar, Reflexão

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Como você tem visto sua vida?


Olhe para trás:
Veja os obstáculos que você já superou. Veja o quanto você já aprendeu nesta vida e quanto já cresceu.

Olhe para frente:
Não fique parado, levante-se quando tropeçar e cair. Estabeleça metas, tenha planos e prossiga com firmeza. Um passo à frente e você já não está no mesmo lugar. Lembre-se, até um chute no traseiro de impulssiona pra frente.

Olhe para dentro:
Conheça seu coração e analise seus projetos. Mantenha puros seus sentimentos.  Não deixe que o orgulho, a vaidade, a inveja e a opiniões do mundo dominem seus pensamentos e seu coração.

Olhe para o lado:
Socorra quem precisa de você. Ame o próximo e seja sensível para perceber as necessidades daqueles que o cercam, principalmente os mais próximos.

Olhe para baixo:
Não pise em ninguém…perceba as pequenas coisas e aprenda a valorizá-las. Há pedras pelo caminho, porém também existem flores entre elas.

Olhe para cima:
Há um DEUS maior do que você, que te ama muito e tem todas as coisas sob seu controle.

Olhe para DEUS:
Perceba a profundidade, a riqueza e o poder da bondade divina. Sinta esse DEUS que olha por você e está com você todos os dias da sua vida mesmo que você não o perceba.

Se você realmente acredita nesse DEUS que olha por você a todo momento, então pra que se preocupar com o que ainda nem aconteceu?  Com o que não saiu como você queria?

Coloque suas preocupações no Coração de JESUS: “Não vos preocupeis com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.” (Mat 6, 34)

Viva cada dia como se fosse o último, colocando em tudo o que fizer todo amor e paixão que existe dentro de você e sentirá o verdadeiro sentido da vida na simplicidade em cada gesto que lhe for retribuido.

 
1 comentário

Publicado por em setembro 20, 2010 em Para Praticar, Reflexão

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O Laço e o Abraço


Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço… uma fita dando voltas.

Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece?

Vai escorregando… devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.

Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.

E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então, é assim o amor, a amizade.

Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.  Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.

E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços. E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.

Então o amor e a amizade são isso…
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!

Maria Beatriz Marinho dos Anjos

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 2, 2010 em Reflexão

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ele(a) não é pesado(a), é meu irmão(ã)


Não sei ao certo de onde vem essa história, mas pelo contexto que ela expressa isso não faz muita diferença. O que importa é o exemplo que ela nos dá frente a tantas dificuldades sem propósito que enfrantamos em nossa vida fazendo de pequenas situações verdadeiros obstáculos. Espero que essa mensagem te ajude a dar valor às pequenas coisas e situações que no atropelamento do dia-a-dia deixamos passar despercebidos e que um dia a vida pode nos cobrar satisfações.

A história

A história conta que certa noite, em uma forte nevasca, na sede da entidade “Missão dos Órfãos” em Washington, EUA, um padre plantonista ouviu alguém bater na porta. Ao abri-la ele se deparou com um menino coberto de neve, com poucas roupas, trazendo em suas costas, um outro menino mais novo. A fome estampada no rosto, o frio e a miséria deles comoveram o padre.

O sacerdote mandou-os entrar e falou: – Ele deve ser muito pesado.

E o menino exclamou: – Ele não é pesado, é meu irmão.

A verdade é que eles nem eram irmãos de sangue, mas irmãos de rua.

O fardo do mundo é pesado, mas meu irmão não é pesado. Os problemas são pesados, mas meu irmão não é pesado. Crises e questões de trabalho são pesados. A ingratidão de um colega é pesada.  A falta de vaga nos hospitais é pesada. Crianças e famílias tendo que buscar alimento e sustento nos lixões são pesados. A corrupção e a violência são pesadas. A indiferença entre as pessoas é pesada. A falta de amor e de Deus na vida das pessoas são pesadas, mas meu irmão não é pesado.

O que nos falta para ver a mudança que queremos ver no mundo é voltar a se preocupar uns com os outros, ser caridosos, solidários e começar a fazer a nossa parte mudando nossa concepção desse mundo globalizado, deixar de sermos egoítas e passar a pensar um pouco mais naqueles que necessitam do nosso cuidado e da nossa atenção.

Um pouco de afeto e de carinho não faz mal, não rouba seu tempo e traz um benefício enorme ao coração.

Eu te convido a experimentar fazer este ato de amor ao próximo.

Coragem. Não tenha vergonha, pois vergonha é não contrubuir para o bem estar e social do mundo que você tanto sonha.

 
Deixe um comentário

Publicado por em agosto 11, 2010 em Para Praticar, Reflexão

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,